Carrinho:
0 produtos
Categorias




Indique a um amigo


Diga para alguém que você conheça sobre esse produto.
Notificações
NotificaçõesNotifique-me de atualidades paraRelações entre a afetividade e a inteligência no desenvolvimento
Home » Loja » Educação Infantil » livro » Relações entre a afetividade e a inteligência no desenvolvimento
[livro]
R$90,00

          ISBN 978-85-7854-279-5

Autor: Jean Piaget

Formato: 17x24cm

356 páginas

Resumo:

Piaget destaca neste texto a importância do estudo das características do sujeito psicológico. Ele nos presenteia com uma compreensão mais ampla e consistente da subjetividade do sujeito, com suas emoções e sentimentos, permeando os processos de conhecimento. Esta compreensão é de grande valia para o processo de aprendizagem.

Esta obra tem o objetivo de aprofundar e esclarecer um pensamento em busca das relações entre afetividade e inteligência e como pavimentar esta articulação para a construção de uma educação que tenha como base a alegria e o prazer de aprender, onde o conhecimento se torne uma ferramenta para o viver e não apenas para o fazer.

 

“A consciência, do ponto de vista genético, se constrói na medida em que se constrói a consciência do outro. O eu e o outro se constroem de maneira complementar.”

Currículo dos tradutores:

CLÁUDIO J. P. SALTINI

Estudou Medicina (Itália). Psicólogo e psicanalista (Brasil). Membro fundador e ex-presidente do Centro de Estudos do Crescimento e Desenvolvimento do Ser Humano da Faculdade de Saúde (USP). Membro Associado da Sociedade Paulista de Psicoterapia Analítica de Grupo. Membro fundador e presidente do Centro de Estudos e Práxis Jean Piaget. Psicanalista pela Escola Freudiana de São Paulo.

Terapeuta e psicanalista do indivíduo, do grupo e da família.

Especialista em Terapia Familiar Sistêmica/PUC-SP.

Fundador do Instituto Educacional Jean Piaget – Escola Casinha Pequenina (escola modelo construtivista). 


Autor do livro Afetividade & Inteligência – a emoção na educação. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2008 (5ª edição).

Coautor do livro Destruição e resgate do feminino no homem e na mulher. São Paulo: República Literária, 1999.

Organizador do livro Lacaneando. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010.


DORALICE B. CAVENAGHI

Psicóloga (PUCAMP). Pedagoga. Mestra em Psicologia Educacional (UNICAMP). Psicopedagoga e especialista em Educação Pré-Escolar. Coordenadora do Centro de Estudos e Práxis Jean Piaget. Psicoterapeuta de crianças, adolescentes e adultos, casal e família. Especialista em Terapia Familiar Sistêmica/PUC-SP.

Coautora do livro Destruição e resgate do feminino no homem e na mulher. São Paulo: República Literária, 1999.

Coautora do livro Lacaneando. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010.

 E-mail: doracavenaghi@yahoo.com.br

Sumário:

SUMÁRIO

 

Apresentação da versão portuguesa

Silvia Parrat-Dayan

Encontro com Jean Piaget

Cláudio J. P. Saltini

INTRODUÇÃO GERAL

I.             Posição do problema ................................................................

II.            Definições básicas ..................................................................

                1. A afetividade ............              ..........................................................

                2. Funções afetivas e funções cognitivas ...............................

                3. Adaptação: assimilação e acomodação ..............................

III.          Conclusão ................................................................................

 

PARTE I

Período dos sentimentos intra-individuais

Estágios: I, II, III

AFETIVIDADE E ESTRUTURAS COGNITIVAS

 I. Exemplos básicos ....................................................................

                1. Operações matemáticas .....................................................

                2. Operações lógicas ..............................................................

                3. Percepção ...........................................................................

 II. Exame de três teorias da conduta(clássicos)                .........................

                1. Teoria de CLAPARÈDE ....................................................

                2. Teoria de PIERRE JANET .................................................

                3. Teoria de KURT LEWIN ...................................................

III. Análise da Noção de Estrutura ....................................................

1.       Exame de uma objeção: pode-se falar em estruturas

afetivas ................................................................................

2.        Definição da estrutura: caracteres negativos .....................

3.       Definição da estrutura: caracteres positivos .......................

 

ESTÁGIOS DO DESENVOLVIMENTO INTELECTUAL

I.                     Paralelismo entre conduta afetiva e estrutura cognitiva     ........

II. Resposta a duas objeções contra o paralelismo .......................

                1. Primeira objeção ...................................................................

                2. Segunda objeção ...................................................................

 III. Tabelas paralelas dos estágios do desenvolvimento

intelectual e afetivo ....................................................................

 

PRIMEIRO ESTÁGIO: AS FORMAÇÕES HEREDITÁRIAS

I. Tendências elementares e emções ................................................

                1. Ambigüidade do termo “instinto” ..........................................

                2. Tentativas de inventário(LARGUIER de BANCELS) ...........

                3. Conclusões ...............................................................................

 

II. As Emoções ...................................................................................

                1. Teoria intelectualista (HERBART e NEHLOWSKY)          ........

                2. Teoria periférica (JAMES e LANGE) ..................................

                3. Teorias "instintivas"( Mac DOUGALL, por exemplo) ........

                4. Teorias cerebrais ....................................................................

 

SEGUNDO ESTÁGIO: AFETOS PERCEPTIVOS E FORMAS DIFERENCIADAS DO CONTENTAMENTO E DA DECEPÇÃO

 

I. Pontos de vista(características) ....................................................

                1. Do ponto de vista cognitivo .................................................

                2. Do ponto de vista afetivo .....................................................

II. Retomada de algumas noções clássicas ........................................

                1. Dor ........................................................................................

                2. Prazer ....................................................................................

                3. Sentimentos de agrado e desagrado ......................................

                4. Vida afetiva: ponto de vista clássico e ponto de vista atual ...

III. Conclusão sobre os dois primeiros estágios ................................

1.       Papel da afetividade nas aquisições cognitivas e

 a tese de MALRIEU .............................................................

2.       Exposição ..............................................................................

3.       Crítica a essa teoria ................................................................

 

TERCEIRO ESTÁGIO: OS AFETOS INTENCIONAIS

I.                    Ponto de Vista (características) ...............................................

1.       Do ponto de vista cognitivo ...........................................

2.       Do ponto de vista afetivo ...............................................

 II. Teoria dos sentimentos: JANET ...............................................

                 1. Esquema geral da teoria da conduta ................................

                 2. Estudos das regulações ....................................................

                 3. Resumo do conjunto: a força psicológica ......................

                 4. Crítica ...............................................................................

 III. Noções de valor e de interesse ...................................................

                 1. CLAPARÈDE e a noção de interesse ................................

                 2. KURT LEWIN e o esquema topológico da conduta     ........

IV.  Primeiras descentrações afetivas e o problema da “escolha do

 objeto”               .........................................................................................

                 1. Evolução afetiva: (FREUD      ) ................................................

                 2. Crítica ao esquema freudiano ..............................................

                 3. Elaboração do objeto e a descentração ................................

V. Conclusão sobre o terceiro estágio   ..................................................

JANET E A NOÇÃO DE VALORIZAÇÃO

I. Os Valores e a afetividade – a regulação interna das forças ............

1.  Economia da ação ..........................................................................

2.  A expansão da atividade ................................................................

II. Sistema das valorizações ...................................................................

1.  Valor afetivo do objeto e as necessidades do sujeito ...................

2.  A finalidade da ação ......................................................................

 

CLAPARÈDE E A TEORIA DA NECESSIDADE

I. A Regulação das energias ...................................................................

1.       Necessidade como função .........................................................

II. A noção de homeostase e a necessidade do sono ..............................                                                                                      

III.  Necessidade: função e estrutura  ...................................................

IV. As duas leis do interesse ..................................................................

V.  Sistema das valorizações e a regulação interna        ...............................

 

LEWIN E A TEORIA DAS FORMAS

I.    Esquemas gestaltistas           ...................................................................

1.  Campo afetivo e campo perceptivo ...........................................

2.  Dinâmica do campo ...................................................................

3.  A necessidade em sentido gestáltico .........................................

II.  Noção de campo total: topologia de LEWIN ..............................

1.  Polarização do espaço: atração do objeto

e barreira psíquica ...................................................................

2.  Ausência de terminação: o problema

da ação interrompida .................................................................

III. Sistema de valores e regulação interna:

 diacronia e sincronia              ....................................................................

 

FREUD - O NARCISISMO E A ESCOLHA DO OBJETO

I.   Aspecto cognitivo e afetivo do esquema do objeto .........................

1.  Escolha do objeto afetivo: a libido freudiana        .............................

2.  Deslocamento das pulsões: o narcisismo ....................................

3.  Noção de recalque ........................................................................

II. Crítica às interpretações freudianas .................................................

1.  Memória de evocação ..................................................................

2.  Um narcisismo sem Narciso ........................................................

3.  Duas interpretações da escolha do objeto ....................................

4.  Localização: o critério do objeto .................................................

5.  A memória de recognição ............................................................

6.  Construção cognitiva do objeto ...................................................

III. Conclusões sobre a questão do narcisismo

 e da escolha do objeto .....................................................................

1.  Localização e deslocamento do objeto ........................................

2.  Espacialização da causalidade   ....................................................

3.  Pessoas como objetos ..................................................................

4.  Papel da imitação           .........................................................................

5.  A construção correlativa do eu e do outro ...................................

 

CONSTRUÇÃO SIMULTÂNEA DO OBJETO AFETIVO E

COGNITIVO

I.    Tese da Prioridade do Afetivo ...........................................................

II. Por que essa tese não se sustenta?               .....................................................

1.  Os objetos são simultaneamente afetivos e cognitivos .................

2.  Papel das reações individuais ...................................................

3.  Perturbações do motor afetivo ................................................

III. Regulação interna e finalidade da ação: uma revisão            ..................

1.  Sentimentos interindividuais representativos ..........................

2.  Valores altruístas: o pensamento egocêntrico .........................

3.  A reciprocidade: o dom e a dívida ...........................................

 

 

PARTE I I

Período dos sentimentos interindividuais

                                                               – Estágios: IV, V, VI

QUARTO ESTÁGIO: LINGUAGEM E A REPRESENTAÇÃO

INTELIGÊNCIA VERBAL E SENTIMENTOS INTERINDIVIDUAIS

I.    Aparecimento da função simbólica – a linguagem .........................

1.       Socialização da inteligência e a

permanência dos sentimentos .................................................

II. Fenômenos de valorização interindividuais ....................................

1.  Interpretação de JANET ..............................................................

2.  Hipótese utilitarista ......................................................................

3.  Objeções à hipótese utilitarista ...................................................

4.  A fase egocêntrica: um estado de não diferenciação ...................

III.  Escalas de valores – tipos de valores ...............................................

1. Valores reais e atuais: ação e satisfação .........................................

 2. Valores virtuais ................................................................................

 3. Reconhecimento e a reciprocidade (WESTERMARCK) ................

 4. Tipos de relação entre os valores .....................................................

O PROBLEMA DA AUTOVALORIZAÇÃO: A TROCA CONSIGO MESMO

I.   Sentimentos de inferioridade e superioridade –

 causas sociais diretas    ...................................................................

1.       O sentimento de inferioridade e sua compensação: ADLER e

CLAPARÈDE ..........................................................................

 2. Causas dos sentimentos de inferioridade e superioridade .........

 3. Situações de desvalorização – três soluções .............................

II. Sentimentos de inferioridade e superioridade –

 causas internas         ..............................................................................

1.  A lei de ROYCE- BALDWIN ...................................................

2.  Reciprocidade consigo mesmo: dívidas e obrigações ...............

III. Economia interna da ação e os valores econômicos na troca

 com o outro .....................................................................................

1.       Quantificação e a medida ............................................................

 



R$90,00

Este produto foi adicionado em nosso catálogo em quarta 03 maio, 2017.
Comentários
Cliente que compraram esse produto também compram...
Para Contar Histórias - teoria e prática (narrativas, dramatizaç
Para Contar Histórias - teoria e prática (narrativas, dramatizaç
Distúrbios de Aprendizagem e de Comportamento
Distúrbios de Aprendizagem e de Comportamento
Jogo de Areia - intervenção psicopedagógica à luz da teoria piag
Jogo de Areia - intervenção psicopedagógica à luz da teoria piag
A Produção de Textos nas Séries Iniciais - desenvolvendo as comp
A Produção de Textos nas Séries Iniciais - desenvolvendo as comp
Neurociência e os Exercícios Mentais - estimulando a inteligênci
Neurociência e os Exercícios Mentais - estimulando a inteligênci
A Contação de Histórias - contribuição à Neuroeducação
A Contação de Histórias - contribuição à Neuroeducação